Relato de Parto

A hora do parto é sempre um momento esperado com muita ansiedade. Para muitas mulheres a decisão da via de nascimento já está definida muito antes do inicio da gestação, outras mudam de idéia no “meio do caminho” (talvez depois de assistir aqueles programas do discovery home and health…) e existem aquelas que deixam para pensar no assunto na última hora. 

O fato é que o parto, independente de sua via, é um pouco assustador para todas nós e querendo ou não, tem sempre alguém com uma história horripilante para nos contar nesse momento…

Histórias a parte, gostaria de compartilhar com vocês como foi a minha experiencia:

Inicialmente decidimos, eu e meu marido, que tentaríamos o parto normal, mas também nos preparamos para um parto cesário caso houvesse sua necessidade.

Dito isto, as 7h do dia 26 de dezembro de 2011, com exatas 38 semanas e 3 dias de gestação,  notei uma secreção rosa claro quando fui ao banheiro. Fui consultar então o livro “O que esperar quando se está esperando” que descrevia esta secreção como sendo resultado do rompimento de capilares devido ao apagamento da cérvice, significando que o trabalho de parto poderia começar dentro de 24h.

Logo em seguida começaram as contrações. A cada contração sentia uma leve cólica e também um vontade estranha de “urinar”. Decidi esperar as contrações se estabilizarem antes de ligar para o médico, o que aconteceu por volta das 10h da manhã.

Na ligação, descrevi o que estava acontecendo e meu médico, que já estava no hospital realizando um parto, pediu para que fosse vê-lo. Como já havia feito a malinha da maternidade, achei interessante levá-la mesmo achando que voltaria para casa, uma vez que o intervalo das contrações ainda estava bem irregular.

Para minha surpresa, a vontade de urinar era na verdade a bolsa rompida! No meu caso, ela teve um rompimento parcial e o liquido só saía no momento das contrações. Fui às 11h para sala de parto onde comecei a indução com ocitocina onde fiquei até as 17h. Não vou negar que as próximas horas foram de muita dor devido as contrações. Como estava com apenas 1 dedo de dilatação não pude tomar anestesia (a anestesia é dada a partir de 3 dedos para não interromper o trabalho de parto).

Depois de muita gritaria (gritei mesmo!), 5h de indução e nada de evolução, tivemos que partir para a cesária. Foi um procedimento muito rápido (durou em torno de 20 min) e meu marido teve o privilégio de cortar o cordão umbilical!

Não vou negar que a recuperação da cesária é chata mesmo! Ao contrário de outras cirurgias, onde você pode ficar em repouso, você tem um bebê para cuidar… e isso minha amiga é só o começo do sacrificio que você terá de fazer nos próximos dias, meses e anos de sua vida…

Se me arrependo de ter passado por todo o trabalho de parto? Absolutamente não! Doeu? Horrores! Faria de novo? com certeza, até já brinquei com o meu obstetra que o próximo vou tentar de novo!!!!!

No fim experimentei o pior das duas formas de parto!!!! As dores das contrações  e as dores da recuperação cirúrgica! E sobrevivi! Então, não há porque se assustar, tudo na vida segue seu curso e para ser mãe é preciso passar pelo parto.

Para as que estão passando por esse momento pré parto, desejo uma “boa hora” sem neuras e sem estresse, independente de qual a via de parto escolhida. Desejo que seus bebês nasçam saudáveis e que façam transbordar a  alegria em suas casas!

Filhos são herança de Deus! Dão trabalho mas tudo vale a pena!

Abraços

Ruth

Anúncios

2 comentários sobre “Relato de Parto

  1. Bianca Amorim disse:

    Olá Ruth, vejo que vc é de Porto Alegre, onde foi o seu parto? Moro aqui tem pouco tempo e preciso decidir entre o Moinhos ou o Mãe de Deus. Pode me ajudar?

    Abraços.

    Bianca Amorim

    • ruthheilmann disse:

      oi Bianca!
      Tanto o Moinhos quanto o Mãe de Deus são ótimos hospitais. Eu decidi fazer o meu parto no Mãe de Deus porque para parto normal o meu gineco achava que a sala de parto do Mãe era um pouco melhor. Apesar de ter precisado fazer uma cesariana (minha bolsa rompeu, induzi mas não tive dilatação), gostei muito do Mãe, o atendimento foi excelente. Já o Moinhos está com a maternidade nova, um luxo! Tive amigas que tiveram lá e também gostaram muito! Estarás bem em qualquer um desses hospitais. Talvez para te ajudar na escolha, leve em consideração aquele que é mais próximo da sua casa, para facilitar o seu deslocamento.
      Outra dica que gostaria de deixar é que se houver qualquer emergencia prefira ir ao Mãe de Deus pois lá tem ginecologista de plantão.
      Abraços e ótima hora!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s