O desafio de não criar monstros!

Confesso que ando meio sumida aqui no blog!!!! A gente acha que o puerpério é o final do mundo e que o esgotamento da falta de sono é a coisa mais difícil da maternidade, mas minha amiga, não é! kkkkkk

Calma, se você ainda está nesta fase, não se apavore!!!!! Logo logo você ganha umas horinhas de sono (horinhas né, pq dormir igual a bela adormecida já era kkk) e você ganha a disposição para enfrentar uma outra fase da vida de seus filhos: a educação!

Lembro que na época em que reclamava muito da fase de bebês das minhas gurias uma amiga me falou: “Ruth, crianças menores problemas menores, crianças maiores problemas maiores”. Nessa hora pensei: ($@*%) só pode estar de brincadeira! Nenhum problema pode ser maior que esse!

Massss…

Sim, isso é mesmo verdade!

Educar uma criança é a maior e a mais desgastante missão da paternidade/maternidade. Eis alguns pormenores desta missão:

  1. Toda criança nasce com todo potencial para ser uma péssima pessoa: existem itens DE FÁBRICA que acompanham todo ser humano. Você não precisa ensinar uma criança a ser egoísta, a ser ciumenta, a mentir, a ser dissimulada e manipuladora (isso já fazem de berço…). Então: não corrija e não ensine seu filho a ser altruísta, a dividir, a falar a verdade e você já viu, estarás criando um mini monstrinho.
  2. Crianças viram ADOLESCENTES. Simmmm! seu bebê não será bebê para sempre!!!! Por isso, a pena (e os avós também kkkk) é a sua maior inimiga! Ah coitadinho ele é tão pequenininho, ah ele é só uma criança e não faz por mal, ah mas ele tá assim pq está cansado e não tirou a sonequinha, essas e outras mil desculpas… Pois bem, nunca vi ninguém com pena de um pobre adolescente  mal educado que envergonha a sua família. Não crie desculpas pelo mau comportamento: o caráter se forma na primeira infância, e essa é a hora de ensinar o caminho certo!
  3. Você precisará de muita, mas muita Paciência. Sim,você repetirá um milhão de vezes uma mesma ordem e muitas vezes irá deixar a raiva subir a cabeça e vai acabar se excedendo em algum momento. Por isso, procure sempre corrigir a criança no primeiro sinal de desobediência ou mau comportamento. Não fique esperando a terceira, a quarta ou a quinta vez para intervir – nessa hora você já estará explodindo e provavelmente não fará a correção com amor!
  4. E por fim: SINTONIA E COMPROMETIMENTO SÃO DAS DUAS PARTES, PAI E MÃE (ou de quem mais more com a criança e seja sua referência). Esse acredito ser o fator principal na criação de filhos. Como criar uma criança se o pai se comporta de uma maneira e a mãe de outra? Qual referencia uma criança neste contexto vai ter? Ambos precisam se engajar IGUALMENTE nesta tarefa, independentemente de quem trabalha fora, de quem está cansado ou de quem diz ter menos paciência… (nada de desculpas!).

“Ensina a criança no caminho em que deve andar, e quando ela crescer, não se desviará dele” Provérbios22:6.

Portanto, foque no adulto que você almeja que seu filho se torne. Ensine para ele HOJE o caminho e tenha a garantia de que ele irá honrá-la até o final da sua vida!

Abraços!

Ruth

 

Anúncios

Saga contra a assadura

Gente, a primeira vez que a minha filha teve uma assadura me assustei! Ela simplesmente apareceu de uma troca de fralda para outra e minha primeira reação foi achar que era um alergia.

Pois liguei para uma amiga mamãe e pediatra que me disse: Ruth, é uma assadura. Continuar lendo